domingo, 28 de junho de 2009

A guerra social no $hile e a morte do companheiro Mauricio


Na noite de 22 de Maio morreu o companheiro Mauricio Morales, vítima de um artefacto explosivo que transportava na mochila, que se detonou acidentalmente. O seu alvo era uma "escola" de gendarmeria (guardas prisionais). Um outro companheiro, Diego, é buscado neste momento por ter estado com Mauricio na altura.


Desde essa noite que os movimentos e espaços anarquistas ou autónomos têm sofrido perseguições constantes. Vários centros soci
ais foram invadidos e revistados (la idea e C. S. Johny Cariqueo) pelas várias polícias especiais e, num deles, detiveram um companheiro, Cristian, por suposta posse de pólvora. Os comunicados da casa refutam esta acusação e falam-nos da guerra que têm vivido.


Para mais informações ver
www.hommodolars.org

A rádio Bronka tem disponível um programa de rádio de homenagem a Mauri e sobre a situação repressiva no chile:
http://podcast.radiobronka.info/?p=340#

Várias acções já foram feitas em solidariedade não só com o companheiro caído, mas também com todxs aquelxs que agora lutam contra a repressão que o estado $hileno tem exercido em Santiago.
Relatos e comunicados de algumas acções:
barcelona, barricadas e ataque a consulado
ataque em atenas
tentativa de ataque ao citybank
Manifestação na argentina
Sabotagem a um banco no México

“Transformemos nuestro dolor en rabia y nuestra rabia en pólvora”