domingo, 15 de junho de 2008

Solidariedade para com LIEBIG34 - Squat em Berlim - Alemanha


Liebig 34, localizado em Friedrichshain, Berlim, é um dos últimosprojectos culturais autónomos para mulheres, lésbicas e trangéneros, bem como um ponto de encontro para queers de todo o mundo.

Relacionados com a casa, no mesmo edifício, encontram-se também o info-shop-político “Daneben” e o bar “X-B-Liebig”, espaços não comerciaisauto-organizados.


O projecto, que existe há 17 anos, foi em tempos um squat e tenta agoramanter-se o mais autónomo possível.

Estamos a tentar viver sem hierarquias e, especialmente, sem estruturaspatriarcais!O L34 é um espaço para viver livre de sexismo, patriarquia e racismo, no qual se desenvolvem e põem em prática os nossos ideais sociais, políticose culturais. É um local que funciona como rede para troca de ideias,projectos, informação e experiências. Aqui podemos viver apoiando-nos mutualmente, e tornar-mo-nos maisauto-confiantes. Ser feminista significa levar muito a sério a opressão levada a cabo sobremulheres, lésbias e trangéneros.

De momento a casa tem 25 habitantes de diferentes países.

Somos djanes,performers, cineastas, activistas, escritoras, professoras, estudantes,carpinteiras, electricistas, pintoras, fotógrafas, com formação médica emais.Todas acreditamos que espaços libertários são importantes.

Após 17 anos a existência de L34 está ameaçada! Brevemente a casa irá ser objecto de leilão compulsório. Se perdermos a nossa casa um importante espaço libertário e ponto de encontro para cultura não comercial irádesaparecer, passando para as mãos do homem de negócios e mediador imobiliàrio P.P. é proprietário de mais de 200 casas em Fredrichshain e 3000 em Berlim.A sua actividade consiste especialmente em comprar projectos “podres” egentrificà-los, tranformando-os em locais adequados para yuppies. Ele é conhecido por comprar projectos-casa (como o L34), destruindo, desta forma, as nossas infraestructuras e estrutura interna.Algumas famílias e inquilinos também têm problemas com ele, pois ele nunca cumpre as promessas que faz.

Berlim, a cidade das casas vazias, está a ser totalmente reestructuradanum gigante processo de gentrificação. As rendas estão a aumentar incrivelmente, o que obriga as pessoas com menos meios e salários adeslocarem-se das suas casas para terem que viver nos arredores de Berlim. Os projectos-casa autónomos encontram-se maioritariamente em edifícios velhos não modernizados e é possível, por isso, manter as rendas muito baratas (e destoar a ordenada superfície urbana!!!).


Queers, feministas, squatters e libertários: juntem-se! Nós ficamos!

Morte ao capitalismo e homofobia!! - SMASH CAPITALISM AND HOMOPHOBIA!




.
.
.
Deixa-se desde já o apelo aos diferentes colectivos e individuos libertátios para que possam organizar benefits ou mesmo ajudar de outras formas o espaço autónomo em questão!!