sexta-feira, 31 de julho de 2009

Detenções e revistas domiciliárias de militantes anarquistas em Itália



Foram presos dois companheiros anarquistas, Sergio e Alessandro e fizeram-se mais de 40 buscas a domicílios de anarquistas.

A 3 de Julho, ocorreu mais esta grande operação por parte da ROS (raggruppamento operazioni speciali) dos Carabinieri (polícia) italianos, sob as ordens do Ministério Público de Perugia. As acusações contra os companheiros presos e investigados são: "associação subversiva" (o famoso artigo 270bis) e "atentado à segurança dos transportes públicos". Segundo os repressores, os dois companheiros estariam planeando uma sabotagem à linha ferroviária Orte-Ancona (no centro de Itália) e foram interceptados enquanto viajavam num veículo roubado. Mas dá-se por certo que esta versão é a que os jornalistas difundiram, já que todas estas revistas domiciliárias estavam planeadas há meses. Muitos companheiros pensam que talvez não seja casual esta operação apenas uns poucos dias antes do G8 em Itália.

O companheiro Sergio teve já uma pena de 2 anos e 8 meses de prisão por um artefacto incendiário contra um talho/empresa de carnes na cidade de Arezzo.
Ao mesmo tempo, os repressores indicaram que quiseram golpear o anarco-insurreccionalismo italiano, através do sequestro do jornal "KNO3", e que têm provas de contactos entre xs investigadxs e anarquistas gregxs e espanholxs.

Até à data de hoje, os dois companheios já foram transferidos de prisão e o pedido de aguardar o julgamento em domiciliária foi negado. Assim que estiverem disponíveis, daremos as moradas dos presos Sergio e Alessandro.

saluti ribelli
Archivio Severino di Giovanni

(para mais informações consulta www.informa-azione.info)