sábado, 29 de dezembro de 2007

(Nuno Cera) Der Traum

Bom Ano a tod@s @s compas!!

AS***

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Workshop de serigrafia no Grémio (Lisboa)


Dia 5 de Janeiro pelas 16 horas, no Grémio Lisbonense, o Workshop de Serigrafia vai permitir a qualquer um@ adquirir conhecimentos necessários para, por si mesmo, poder começar a fazer impressões de autocolantes, t-shirts, etc., através deste método alternativo de impressão.
Pretende-se um workshop de serigrafia caseira, em que se abordará a parte teórica e prática do processo.
No final, vão ser impressas t-shirts para serem usadas com mensagens de apoio ao NÃO encerramento do mítico Grémio Lisbonense, um dos poucos locais onde ainda se consegue sentir alguma liberdade criativa nesta cidade morta...
A entrada é grátis, mas aberta a donativos ou contribuições! Aparece e divulga!

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Acção Rebel Clown Army


No passado dia 23 de Dezembro a Rebel Clown Army levou a cabo diverso tipo de acções, no Porto, contra a maior árvore de natal da Europa__ essa aberração megalómana__ materialização de uma condição cada vez mais escrava do consumo. Patrocinada por um banco, é símbolo evidente de uma sociedade Neo(n)- barroca (ver " A Sociedade Neo-Barroca", edições 70) .
mais info:

Sioux, romperam com os pactos estabelecidos pelos seus antepassados com os Estados Unidos

Indios Lacotas, mais conhecidos por Sioux, romperam com os pactos estabelecidos pelos seus antepassados com os Estados Unidos, alegando que foram violados, anunciaram recentemente representantes da tribo, citados pela imprensa francesa. "Não somos mais cidadãos dos Estados Unidos e todos os que vivem nas regiões dos cinco estados que compreendem o nosso teritório são livres de juntarem-se a nós", disse o representante da tribo, Russell Means, citado pela agência noticiosa France Presse e pelo jornal Le Monde. Os acordos, assinados há mais de 150 anos, representam "palavras sem valor sobre papel sem valor" e foram "violados muitas vezes para roubarem a nossa cultura, a nossa terra e os nossos costumes", segundo a comunidade. O território dos índios Lacotas insere-se nas regiões do Nebrasca, Dacota do Norte e do Sul, Montana e Wyoming, onde vivem os últimos descendentes. Os Sioux, aos quais pertenciam os grandes chefes Sitting Bull e Cavalo Louco, foram a única tribo índia que conseguiu derrotar o Exército norte-americano: foi durante a batalha de "Pequeno Grande Chifre", em 1876, no Estado de Montana. A tribo era considerada a mais agressiva contra os brancos e tinha cerimónias que incluíam rituais de tortura como prova de bravura. Resistiu até 1890, quando grande parte dos seus elementos foram massacrados. --

Libertalia Acracia

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Actividades durante o encontro da Casa Viva

Nos dias 14, 15 e 16 de Dezembro, colectivos e pessoas reunidas na Casa Viva (Porto) saíram à rua com o objectivo de levar a cabo uma série de acções anti-capitalistas e pela apropriação de espaços públicos.

Presépio Vivo...


Ocupação e Pic-Nic no Parque das Virtudes


Acção: Lançamento de balões "Deus Morreu.. (e o Pai Natal também)", em centro de consumo intensivo
Ver vídeo aqui: http://youtube.com/watch?v=O25XpNfyDfY



Manifestação Loja Grátis Ambulante


Manifestação dos empresários

Janeiras sociais contra a rede de transportes SCTP

e conversas várias e comezainas variadas...

A Publicidade

Como modo de desdizer a imagem, só criando ainda mais (contra) - imagens, e eis o grande paradoxo da luta contra a manipulação pela imagem. Sabemos que é um dispositivo de ilusões, tão eficazes que se materializam, ainda que pela ausência, uma vez que nos votam a um sentido também ele paradoxalmente vazio, porque consumimos e acumulamos, acumulamos (doença de foro psicológico que tem como característica fundamental a incapacidade dos doentes conseguirem deitar o que for para o lixo, pelo que vivem praticamente soterrados pelas coisas que acumulam)! Esse vazio advém antes de tudo dessa aparência que é a própria imagem, um simulador que é feito à medida das categorias do indivíduo, à qual lhe é difícil escapar.
Essa aparência tem o tamanho do mapa que cobre o território, que toma a forma de centros comerciais, lojas, direccionadas para os mais diversos mercados que se expandem potencialmente até ao infinito… a imagem não é só a imagem publicitária, é também todo o jogo de aparências onde bancos, televisão e outros órgãos quase que supra-sensíveis, coisas como G8s, cimeiras que tais, são determinantes naquilo que posso pensar como Acontecimentos-Mundo, isto é, o que passa a constituir o que é tido como real. São, por assim dizer, todos os mecanismos que potenciam o consumo e a dependência face ao regulamentado, via de sentido único. É esse o centro da sociedade neo-liberal, uma vertigem de aparências.
Mas cada centro comporta a respectiva margem, como tal, e apesar do capitalismo avançado parecer tudo absorver, até essa margem, vários focos se fazem ouvir de resistência perante tamanha alucinação de vida!
São importantes conversas, acções, todo o tipo de reacções impossíveis aos que a isso se sentirem impelidos.
Não faz sentido se não fizer sentido para ti!

AS

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Lançamento da revista Húmus nº 4







Convívio e debate em torno desta publicação libertária

Dia 22 de Dezembro – Sábado - 17 horas
no Centro de Cultura Libertária

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Convite para Acção e Conversas em Dezembro

Na CasaViva (Porto) de 14 a 17 de Dezembro

Para contrariarmos a esperteza da raposa no galinheiro e não ficarmos cada um a seu canto a esgravatar terra

Às vezes acorda-se sorridente, bem disposto, radioso. Noutras manhãs, tudo é cinzento, triste, irritante. A malta da CasaViva também experimenta estes dois acordares e toda a variedade de outros amanheceres que estão entre um extremo e o outro. Mas incomodamo-nos sempre. Todos os dias.

Sempre que paramos este permanente bulir que nos ensinaram que é o verdadeiro viver. Nesses momentos, ficamos frequentemente cabreados. Existiriam, decerto, formas mais eruditas de colocar a questão, mas o que está dito dito está e pareceu-nos mais simples fazer este acrescento do que procurar um sinónimo para uma palavra cuja abrangência de conteúdo só é permitida por ter a sua origem na sabedoria popular.

Chateia-nos viver num planeta com tanto para partilhar e que apenas é explorado em proveito da espécie dominante, tornando a usurpação e o abuso nos conceitos por onde se começa a definição de ser humano.

Aborrece-nos que nos tomem por parvos quando nos tiram direitos e nos dizem que é para nosso bem, como se os direitos que nos tiram se evaporassem e não fossem, como dizia Lavoisier, apenas transformados em direitos de outros.

Apoquenta-nos que nos controlem, nos vigiem, nos fichem, nos transformem em conteúdos de bases de dados, nos gravem, nos chantageiem, nos cortem o direito a contestar, nos façam a todos bufos e polícias.

Indigna-nos que tudo seja mercadoria. Negociável, transaccionável, passível de ser transformado em lucro.

Não pode ser.

ler mais

Pica Miolos Dezembro 2007

No dia 1, sem se fazer anunciar, chegou o Pica Miolos de Dezembro: 32 páginas com uma dedicatória especial ao querido líder Rui Rio.

Como habitualmente, foram editados 100 exemplares. Foram então distribuídos cerca de 30 e, entretanto, mais alguns Os restantes aguardam leitores interessados.

A edição on line está, agora também, disponível
http://www.casa-viva.blogspot.com/
http://picamiolos-casaviva.blogspot.com/

Rádio Libertária: próxima emissão em directo

traz as tuas ideias, o teu som, as tuas piadas, os teus poemas...

emissão autogestionada
Casa Viva (Porto)
15-17 Dezembro

(t.a.z.)

.: Rádio Libertária
sitio » http://www.radiolibertaria.net/
escutar » http://stream.indivia.net/rlibertaria.ogg.m3u

Blog da Rede Libertária


Este blog é uma ferramenta de comunicação entre aqueles que agem,sentem e pensam contra uma sociedade autoritária, estatista, capitalista e repressiva.
Destina-se à difusão de notícias, iniciativas, críticas e textos de reflexão libertários, locais e/ou internacionais.
Através do cruzamento/discussão de informação pretende criar,manter e reforçar laços entre colectivos e indivíduos anarquistas.

Como Funciona

Este projecto está aberto a todos os que queiram contribuir com notícias, textos de reflexão, críticas e actividades não-mercantilistas, anti-capitalistas, anti-autoritárias e anti-partidárias.
As notícias e textos podem ser enviados para o seguinte contacto:

redelibertaria@yahoo.com