quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Porto: SEF não prova acusação a activistas

artigo retirado de: http://pt.indymedia.org/conteudo/editorial/2461
AACILUS; CNLI; ESSALAM – Associação de Imigrantes Magrebinos e de Amizade Luso – Árabe; Espaço MUSAS; SOS Racismo; TERRA VIVA!/Terra Vivente AES foram as seis associações que subscreveram o comunicado de Imprensa que em Junho de 2006 atribuía responsabilidade moral aos serviços do Porto do SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) pelo suicídio do imigrante paquistanês Ahmed Hussein. Na sequência dessas notícias (1 e 2), o SEF processou quatro dessas associações AACILUS; ESSALAM; Espaço MUSAS; e TERRA VIVA. Em julgamento estiveram representantes destas quatro associações. De fora ficaram, por razões que ficam por explicar, SOS Racismo e CNLI.

O processo arrastou-se. A primeira audiência foi marcada para Dezembro 2008, mas foi adiada por ausência do país de um dos arguidos. Em Janeiro seguinte, veio a público que o processo tinha transitado para as Varas Criminais.

Dia 16 de Outubro (Sábado) no Centro de Cultura Libertária pelas 17h - Passagem do documentário "Green" - Cacilhas/Almada

Passagem do documentário "Green"
O seu nome é Green, ela está só num mundo que não lhe pertence. Ele é uma fêmea orangotango, vítima da desflorestação e da exploração de recursos naturais.
Este filme é uma viagem emocional ao longo dos últimos dias de Green. É um percurso visual que apresenta os tesouros da biodiversidade das florestas tropicais e o impacto devastante da indústria madeireira e da desflorestação para o cultivo de óleo de palma.

Director: Patrick Rouxel
Duração: 48 minutos
http://www.greenthefilm.com/

terça-feira, 12 de outubro de 2010

10º aniversário da Casa Ocupada de Setúbal Autogestionada - 13 a 17 Outubro 2010


Começou do encontro de muitas visões diferentes e continuou para a difusão de prácticas , métodos e projectos múltiplos.

Presente estiveram sempre as ideias, a defesa da liberdade com unhas e dentes e o desejo de viver dignamente.

O que se pode fazer dentro de quatro paredes não é muito.
A opressão dos tempos que correm nem com mil casas ocupadas seria destruída, mas depois de 10 anos sobram algumas certezas:

os caminhos, quando não existem, fazem-se.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Jornadas Anarquistas e Anarco-Sindicalistas – Porto - 15 a 17 Outubro 2010


PROGRAMA

15 Outubro (sexta-feira)

- 19.00h - ABERTURA: Boas-vindas aos colectivos e pessoas participantes -Apresentação dos objectivos das Jornadas - Informações adicionais sobre logística (espaços para bancas informativas, refeições, dormidas, etc.)

- 19.30h - DEBATE: “RAÍZES  E LEGADO DO ANARQUISMO E ANARCO-SINDICALISMO EM PORTUGAL – UON , CGT, UAP, FARP, etc…”

- 20.30h - JANTAR

segunda-feira, 4 de outubro de 2010